IMG-LOGO
LOGO
Polícia

Incêndio deixa 8 mortos em clínica de reabilitação em Carazinho

Incêndio deixa 8 mortos em clínica de reabilitação em Carazinho

Nomes das vítimas ainda não foram confirmados. Tragédia no Centro de Tratamento e Apoio a Dependentes Químicos de Carazinho é a maior da história do município em incêndios

Pelo menos oito pessoas morreram em um incêndio que atingiu um centro de reabilitação de dependentes químicos em Carazinho na noite desta quinta-feira (23). A delegada de polícia, Rita de Carli, informou que foram contabilizadas entre oito e nove vítimas fatais até por volta das 2h desta sexta-feira (24).

Conforme o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) de Carazinho, o incêndio atingiu parte das estruturas do Centro de Tratamento e Apoio a Dependentes Químicos de Carazinho – Cetrat. Uma das vítimas morreu durante atendimento médico no Hospital de Caridade de Carazinho (HCC), as outras teriam morrido ainda no local do incêndio.  As identificações e os nomes delas não foram divulgados.

A Perícia segue realizando levantamento no local. Em seguida, os corpos devem ser levados ao Instituto Médico Legal (IML). O incêndio que começou por volta das 23 horas desta quinta-feira (23), na Rua Claudio Santos na Vila Rica, já se torna a maior tragédia entre os incêndios com mortes da história do município de Carazinho.

Todo o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar de Carazinho foi deslocado para atender a ocorrência, inclusive militares de folga. As guarnições precisaram deslocar para repor a água dos caminhões por várias vezes. Três caminhões foram utilizados no combate as chamas. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a ambulância da Secretaria Municipal de Saúde de Carazinho também foram acionadas para prestar apoio.

Quatro pessoas foram levadas ao Hospital de Caridade de Carazinho, sendo que um morreu durante atendimento e três permanecem em atendimento. Ainda segundo os bombeiros, o incêndio atingiu um dos dormitórios onde estavam os internos que pernoitavam no Centro que atende em regime de internato. Os Bombeiros levaram cerca de uma hora para controlar as chamas, e mais quase duas para concluir o trabalho de rescaldo.

Além da delegada titular da Delegacia de Polícia (DP), Rita de Carli, o Delegado Regional de Polícia, Jader Ribeiro Duarte, esteve no local acompanhando a ocorrência. O prefeito Milton Schmitz também esteve no local acompanhado de secretários e da Defesa Civil. Ele lamentou o episódio e afirmou que o município estará a disposição das famílias e da direção do centro, para prestar o apoio e serviços que sejam necessários neste momento.

Não há informações sobre as causas do incêndio. O número exato de pessoas que estavam no local quando o fogo começou também ainda precisa ser confirmado. 

Por: Diáriodamanhã.com

Compartilhe: